cover

ATRAVÉS DO COMITÊ CONSULTIVO

Esse comitê é formado por especialistas em diferentes áreas, do setor acadêmico, da administração pública ou de outros setores, para assessorar e orientar estrategicamente o Comitê Gestor e seu Comitê Executivo. Os membros do Comitê Consultivo agem individualmente. As principais funções e abordagem do Comitê Consultivo incluem: Assessoria ao GayLatino sobre maneiras de melhorar os laços com aliados e outros mecanismos de cooperação; Garantir o uso eficiente e eficaz dos recursos disponíveis para a rede; Abordar questões relevantes para a resposta e eficácia das ações do GayLatino; Garantir que as diretrizes de rede sejam seguidas, para fins de responsabilidade; Revise as estratégias para garantir o trabalho mais eficaz do GayLatino. Para garantir que as ações da rede sejam guiadas com uma abordagem comunitária, o Comitê Consultivo também servirá como link direto para redes e outros grupos de reflexão mais diversos.


TERMOS DE REFERÊNCIA DOS PARCEIROS GAYLATINO

Podem ser membros do GayLatino, a título pessoal, todos os ativistas líderes, especialistas treinados e experientes no assunto da rede, identificados como homens cisgêneros e identificados como gays vivendo na América Latina e no Caribe, bem como latino-americanos que residem em outras partes do mundo e se identificam como latinos e gays; maiores de 18 anos, que correspondam e apoiem os objetivos da rede e que atendam às seguintes condições:

  • Estar interessado nos objetivos e metas da Associação;
  • Aceitar os Estatutos, Regulamentos do Regime Interno e formalizar seu registro de acordo com os procedimentos nele previstos;
  • Ter liderança ética, política, cultural ou científica e com experiência nas estratégias de trabalho da Associação;
  • Ter habilidades eficazes para preparação, monitoramento e elaboração de relatórios;
  • Ter conhecimentos de informática, gerenciamento de e-mail e participar regularmente de redes sociais;
  • Ter acesso fácil e regular à Internet;
  • Ter experiência e liderança demonstráveis ​​no campo do HIV, gênero, direitos humanos e / ou questões LGBT na região;
  • Ter capacidade e dinamismo para trabalhar com um grupo diversificado de pessoas;
  • Ter a possibilidade de trabalhar estrategicamente em grupos;
  • Ter habilidades de diplomacia;
  • Ter algum conforto em falar em público; e
  • Possuir experiência demonstrável em fóruns nacionais, regionais e internacionais.

Contactanos via el siguiente formulario. Si no se visualiza, hacer click acá